Recados para Orkut
Jesus, Eu Confio em Vós!
És a bem aventurada alegria, Ave, ó Maria, porque, por Vós, Deus desceu à Terra e ao meu coração. Santa Faustina (Diário 40)

Digite aqui o seu Email e receba as boas novas do nosso blog

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Vaticano: «Não se pode seguir Cristo com condições» – Papa Francisco

Cidade do Vaticano, 02 mai 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco disse hoje no Vaticano que a “renúncia” a Satanás e a “profissão de fé”, que marcam a celebração do Batismo, devem acompanhar os cristãos em toda a sua vida.
“Não se pode seguir Cristo com condições, mas é preciso despojar-se de tudo o que é mau para começar a vida nova em Cristo”, declarou, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro, para a audiência pública semanal.
O pontífice sublinhou que diabo é “aquele que divide”, o contrário de Deus, que “une sempre”.
“Na medida em que digo não às sugestões do diabo – o diabo é o que divide – sou capaz de dizer sim a Deus, que me chama a conformar-me com Ele nos pensamentos e nas obras. O diabo divide, Deus une sempre a comunidade, as pessoas, num só povo. Não é possível aderir a Cristo colocando condições”, insistiu.
O Papa desejou que este um compromisso pessoal seja traduzido em gestos concretos de luta contra o pecado.
A audiência contou com uma delegação da Cáritas da Polónia, acompanhada por alguns jovens da Síria que se deslocaram a Roma num autocarro especial, a “embaixada móvel” da Cáritas Jovem, ‘Bus Young Caritas’.
O Papa explicou aos peregrinos que esta viagem deu início a uma campanha que visa “sensibilizar a sociedade para os problemas dos mais pobres”, promovendo “o voluntariado dos jovens e a ajuda às vítimas das perseguições na Síria”.
O projeto é acompanhado por uma peregrinação da imagem de Nossa Senhora de Alepo.
“Rezai pela paz no mundo e, de modo particular, no Médio Oriente”, pediu Francisco aos presentes.
O Papa deu continuidade às catequeses sobre o Batismo e falou dos ritos centrais deste sacramento, sublinhando o simbolismo da água, usada na Bíblia para falar das intervenções de Deus.
Francisco deixou depois uma saudação aos peregrinos de língua portuguesa, presentes nesta audiência, nomeadamente aos grupos vindos de Portugal e do Brasil.
“Queridos amigos, a graça do batismo deve frutificar num caminho de santidade feito de pequenos, mas profundos, gestos concretos de confiança em Deus e de amor ao próximo. Que Deus vos abençoe”, declarou.

Sem comentários:

Enviar um comentário

ARQUIVO DE MENSAGENS PUBLICADAS