Recados para Orkut
Jesus, Eu Confio em Vós!
Recebi interiormente a compreensão do que são as criaturas perante Deus. Imensa e incocebível é a Sua Majestade. E se condescende connosco com bondade é pelo abismo da Sua Misericórdia. Santa Faustina (Diário 1131)

Digite aqui o seu Email e receba as boas novas do nosso blog

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Fátima: Imagem da Virgem de Aparecida entronizada no santuário

A imagem da Virgem Aparecida, padroeira do Brasil, foi entronizada no Santuário de Fátima, logo após o início da peregrinação internacional de maio, numa cerimónia presidida pelo cardeal brasileiro Raymundo Damasceno Assis.

A imagem da Virgem Aparecida, padroeira do Brasil, foi entronizada no Santuário de Fátima, logo após o início da peregrinação internacional de maio, numa cerimónia presidida pelo cardeal brasileiro Raymundo Damasceno Assis.
Antes de ser colocada num espaço junto à escadaria norte, a imagem foi mostrada aos fiéis na Capelinha das Aparições, onde iniciaram as celebrações da peregrinação, sendo depois transportada em procissão e acompanhada por cânticos marianos. 
“Ao entronizarmos a imagem de Nossa Senhora de Aparecida queremos que permaneça aqui para sempre com Nossa Senhora de Fátima”, disse o arcebispo de Aparecida, cardeal Raymundo Damasceno Assis, desejando que esta imagem “seja sinal de união, cada vez maior, entre o povo de Portugal e o povo do Brasil” e que “ambos os países, os seus habitantes, possam crescer cada vez mais na fé”. 
Já o bispo de Leiria-Fátima, António Marto, desafiou os fiéis a pararem no local e a deixarem-se “cativar pela beleza da ternura e da misericórdia de Deus” expressa na imagem. 
Na saudação inicial da peregrinação, António Marto explicou que a entronização insere-se num intercâmbio entre os santuários de Fátima e de Aparecida, ocasião em que destacou os laços de fé que unem os dois países. 
O bispo de Leiria-Fátima recordou ainda as palavras do papa emérito, Bento XVI, que considerou o Santuário de Aparecida “coração mariano do Brasil” e o Santuário de Fátima “o coração espiritual de Portugal”. 
Por seu lado, o arcebispo de Aparecida, cardeal Raymundo Damasceno Assis, dirigindo-se aos peregrinos, “dos mais distantes lugares deste planeta”, entre os quais centenas de brasileiros, manifestou também o desejo de que a presença da imagem de Aparecida expresse “união e comunhão” entre os dois países. 
“Que a presença de Nossa Senhora Aparecida juntamente com a presença de Nossa Senhora de Fátima, tão querida não só do povo brasileiro, mas dos seus devotos espalhados pelo mundo fora, possa interceder junto de Deus para que nós possamos ter sempre muita paz, não só em Portugal e no Brasil, mas em todo o mundo”, disse Raymundo Damasceno Assis, pedindo ainda a intercessão da Virgem para o sínodo dos bispos sobre a família que se vai realizar em Roma, em outubro. 
Os santuários de Fátima, no distrito de Santarém, e da Aparecida, Brasil, assinalam em 2017, respetivamente, o centenário das aparições e o tricentenário da descoberta da imagem de Nossa Senhora da Conceição em Aparecida, tendo as comemorações conjuntas começado há um ano. 
Então, uma comitiva do santuário português deslocou-se a Aparecida, onde foi entronizada uma imagem da Virgem de Fátima. 
As celebrações religiosas da peregrinação internacional aniversária de maio, 98 anos após os acontecimentos na Cova da Iria, são retomadas às 21:30, com a procissão das velas, seguida de missa. 
A peregrinação termina na quarta-feira com a missa, bênção dos doentes e procissão do adeus, cerimónias que incluem o início da primeira peregrinação pelas dioceses portuguesas da primeira imagem peregrina de Fátima.

Sem comentários:

Enviar um comentário

ARQUIVO DE MENSAGENS PUBLICADAS