Recados para Orkut
Jesus, Eu Confio em Vós!
Ó Maria Virgem, Lírio mais belo. O teu Coração foi o primeiro sacrário de Jesus sobre a terra. Jesus a Santa Faustina Diário 161

Digite aqui o seu Email e receba as boas novas do nosso blog

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Braga: Arcebispo destaca necessidade de colaboração entre Governo e sociedade para preservar Estado Social


D. Jorge Ortiga presidiu à celebração da festa litúrgica de São Geraldo, padroeiro da cidade

Diário do Minho
Braga, 06 dez 2012 (Ecclesia) – O arcebispo de Braga afirmou esta quarta-feira que a preservação do Estado Social implica colaboração entre Governo e sociedade, pedindo um clima de diálogo para “dar dignidade à vida de todos”.
“Quando se fala muito em reforma do Estado Social, não podemos ignorar que o serviço público exige que, no respeito pelo princípio da subsidiariedade, articulemos esforços e vontades de modo que individualmente, ou através de tantas instituições, que também exercem um verdadeiro serviço público mesmo sendo privadas”, disse D. Jorge Ortiga, na homilia da missa a que presidiu na Sé local, assinalando a festa litúrgica de São Geraldo, padroeiro da cidade.
“Criemos uma sociedade verdadeiramente solidária, onde nada de essencial falte a ninguém. Não estamos em tempos de discursos”, alertou o também presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana.
Geraldo, nascido em França, foi arcebispo da arquidiocese minhota entre 1099 e 1108, e o seu dia é marcado pela evocação do ‘Milagre da Fruta’, atribuído ao santo, o qual teria feito aparecer frutos nas árvores, em Bornes, quando se encontrava debilitado pela doença.
“Hoje, o colocar de frutas no altar é a sugestão de colocarmos pão e outros elementos essenciais na mesa de todos os concidadãos, num carinho mais visível para com os mais necessitados”, afirmou D. Jorge Ortiga.
A intervenção, publicada na página da arquidiocese na internet, evocou São Geraldo como “reconstrutor da cidade nos edifícios e na solicitude pelas populações”, segundo um ‘Plano Diretor Municipal’ (PDM) “dirigido pela caridade”.
“A sua grandiosidade está, prioritariamente, nesta solicitude. Cuidou da cidade a pensar nos homens e mulheres que aqui viviam”, acrescentou o arcebispo de Braga.
O afirmou esta quarta-feira que a diocese quer “suscitar e aumentar” um clima de diálogo com a sociedade para “dar dignidade à vida de todos”.
Para este responsável, “procurar dar dignidade à vida de todos” é “a causa que parece merecer um compromisso sério nos tempos que correm”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

ARQUIVO DE MENSAGENS PUBLICADAS