Recados para Orkut
Jesus, Eu Confio em Vós!
Deve rezar a alma recém convertida para que não venha a cair novamente. Santa Faustina (Diário 146)

Digite aqui o seu Email e receba as boas novas do nosso blog

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Igreja/Portugal: Bispos lembram exemplo de beata nascida na Alemanha que se dedicou aos mais pobres


Irmã Maria do Divino Coração (1863-1899), das religiosas do Bom Pastor, trabalhou e morreu no Porto

D.R.
Fátima, Santarém, 15 nov 2012 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) publicou hoje em Fátima uma nota a respeito dos 150 anos do nascimento da Beata Maria do Divino Coração (1863-1899), religiosa alemã falecida no Porto, evocando o seu compromisso pelos mais pobres.
Os bispos deixam votos de que esta celebração promova um “muito concreto em servir os mais pobres e marginalizados” da sociedade e centre as comunidades católicas “no amor ao Coração de Jesus, no serviço do Reino e da Igreja de Cristo, na oração e solicitude pelas vocações sacerdotais”.
A CEP sublinha que a Beata Maria do Divino Coração deu um exemplo de “serviço aos pobres e marginalizados”, particularmente no que respeita “à reabilitação integral da mulher”.
O documento, publicado pela Agência ECCLESIA, apresenta uma síntese do percurso biográfico da filha dos condes Droste zu Vischering, que a 10 de janeiro de 1889 tomou o hábito religioso no convento de Münster.
A Irmã Maria do Divino Coração foi enviada em missão para Portugal, tendo chegado ao Porto, como superiora do Recolhimento do Bom Pastor, em Paranhos, a 17 de maio de 1894.
“Aqui se dedicou, de alma e coração, ao serviço de largas dezenas de jovens, entregues aos cuidados da sua Congregação, em tempos de grandes dificuldades materiais, perfeitamente integrada na sua nova pátria”, recorda a CEP.
A religiosa viria a morrer no dia 8 de junho de 1899 e foi beatificada pelo Papa Paulo VI a 1 de novembro de 1975.
“A vida da Beata Maria do Divino Coração, centrada em Jesus e no amor do seu coração, estimula-nos a chamar a atenção para esta nossa irmã na fé, como instrumento de Deus e verdadeira evangelizadora, modelo para todos de uma entrega radical a Cristo e à sua Igreja”, destaca o episcopado português.
Os bispos recordam ainda que a religiosa pediu a Leão XIII a "consagração do mundo ao Coração de Jesus", que o Papa veio a realizar, tendo classificado este acontecimento como "o ato mais importante do seu pontificado".
A nota da CEP atribui ainda à beata o “grande mérito de ter inspirado a fundação do Pontifício Colégio Português de Roma, onde se têm formado múltiplas gerações de sacerdotes, há mais de cem anos”.
“Unamo-nos em oração para que, em breve, alcancemos a graça da sua canonização”, conclui o documento.

Sem comentários:

Enviar um comentário

ARQUIVO DE MENSAGENS PUBLICADAS